Treino HIIT: conheça as principais vantagens e desvantagens

agosto 22, 2020

Treino HIIT: conheça as principais vantagens e desvantagens

Um treino rápido, feito com poucos o até mesmo sem equipamentos, em qualquer lugar, com grandes promessas de resultado: assim, o HIIT (em tradução livre do inglês, Treino Intervalado de Alta Intensidade) ganha cada vez mais adeptos no Brasil. O HIIT se mostra eficiente, porque impacta de forma positiva a saúde cardiometabólica dos praticantes, sendo um ótimo treino para quem quer queimar gordura.

"O HIIT acelera o metabolismo em poucos minutos por meio de exercícios de alta intensidade e curtos períodos de descanso, o que leva o organismo a continuar queimando calorias por diversas horas depois do treino", ressalta Rafael Oliveira, educador físico da Selfit Academias. Quando o assunto é aceleração do metabolismo, um treino HIIT de 2 minutos pode ter o efeito semelhante ao de uma corrida de 30 minutos, por exemplo, segundo o educador físico.

No entanto, ele alerta sobre os riscos de praticar esse tipo de treino sem conhecimento e orientação profissional.

Sem o devido preparo, o treino HIIT pode causar lesões musculares e articulares, com a sobrecarga de exercício

Além disso, apesar de não ter nenhuma contraindicação, os exercícios podem ser perigosos para algumas pessoas, pelo menos em uma fase inicial, como hipertensos, com doenças cardíacas, portadores de problemas respiratórios ou que tenham hérnias, por exemplo. Nesses casos, é recomendado que o aluno faça uma avaliação médica e siga realizando as atividades com acompanhamento profissional.

Oliveira esclarece as principais dúvidas sobre esse tipo de treino, ajudando também a desvendar alguns mitos.

O treino HIIT substitui outros exercícios?

Não. Segundo o educador físico, o treino HIIT não é uma modalidade, e sim uma ferramenta, que pode ser utilizada em momentos e situações específicas do treino. "De acordo com a orientação de um profissional, o HIIT pode ser incorporado ao treino de uma pessoa como uma metodologia, aplicada por um tempo pré-definido e com um propósito específico", destaca.

HIIT promove ganho de massa magra?

"Ganho de massa não é o principal objetivo desse tipo de treino", esclarece. Segundo Oliveira, o HIIT, geralmente, é utilizado como uma ferramenta na perda de peso. Para ganho de massa, a recomendação é realizar exercícios resistidos, que podem ser feitos com o próprio peso corporal, como agachamentos e abdominais, por exemplo.

Vale lembrar que a orientação de um profissional aqui é fundamental, já que somente ele poderá avaliar as necessidades do aluno e criar um treino adequado, fazendo os ajustes com a evolução do quadro.

Existe jeito certo e jeito errado de praticar HIIT?

Oliveira reforça que, para que qualquer exercício traga resultados positivos, é necessário ter orientação profissional. Quando a atividade é feita sem suporte adequado, aumentam as chances de cometer erros na execução dos exercícios e a relação de quando e como aplicá-los.

Além disso, é importante levar em consideração as especificidades de cada um para estabelecer um treino adequado. "As pessoas, muitas vezes, encaram o treinamento físico desta forma: quero emagrecer, tenho que fazer 'X'; quero ficar forte, tenho que fazer 'Y'. Mas é bem mais complexo do que isso. Elaborar um treino adequado para cada pessoa depende de uma infinidade de variáveis e existem inúmeras maneiras de se chegar a um determinado objetivo", finaliza.

Você pode curtir também

0 comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

GeraLinks