Receba atualizações por

A Beleza do Caos; um registro espetacular do Hubble

NGC 34 parece mais uma criatura bioluminescente de outro mundo dos oceanos profundos do que uma galáxia.

A Beleza do Caos, um registro espetacular do telescópio espacial Hubble

Surgindo na escuridão sem limites do espaço sideral, o registro feito pelo telescópio espacial Hubble - uma cooperação entre as agências espaciais americana, Nasa, e europeia, ESA - da NGC 34 - ou NGC 17 - parece mais uma criatura bioluminescente de outro mundo dos oceanos profundos do que uma galáxia. Situada a 250 milhões de anos-luz da Terra, na constelação de Cetus, a região externa da galáxia parece quase translúcida, pontilhada de estrelas e estranhas gavinhas finas.

A principal causa da estranha aparência desta galáxia está em seu passado: se pudéssemos reverter o tempo em alguns milhões de anos, veríamos duas belas galáxias espirais em rota de colisão direta. Quando essas galáxias colidiram umas com as outras, seus intrincados padrões e braços espirais foram permanentemente perturbados. A imagem mostra o centro brilhante da galáxia, resultado deste evento de fusão que criou uma explosão de formação de novas estrelas e iluminou o gás circundante. Conforme as galáxias continuam a se entrelaçar e se tornar uma, a forma de NGC 34 se tornará mais parecida com a de uma galáxia peculiar, desprovida de qualquer forma distinta.

Na vastidão do espaço, as colisões entre galáxias são eventos bastante raros, mas podem ser numerosos em mega-aglomerados contendo centenas ou mesmo milhares de galáxias.

Foto: ESA/Hubble & Nasa, A. Adamo et al.

Leia outros destaques do Blog do Maurício Araya. Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e enriqueça o debate. Siga o Blog do Maurício Araya no Facebook, no Twitter, no Pinterest, no Instagram, LinkedIn e YouTube.

Continua após a publicidade

Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais

Ouça o podcast Em Resumo

Gostou do conteúdo? Então deixe sua opinião sobre o assunto. Seu comentário é muito importante para enriquecer o debate.

Tecnologia do Blogger.