Ads Top

Lua pode ter internet 4G até o fim de 2022

A internet 4G está chegando à Lua, para ajudar a apoiar futuros esforços de exploração internacional: para verificar sua viabilidade, o Laboratório de Radiofrequência de Alta Potência, do Valencia Space Consortium (VSC) e agência espacial europeia (ESA), testou um protótipo de estação-base compacta em condições lunares simuladas. A Nasa, a agência espacial americana, escolheu o Nokia Bell Labs para desenvolver uma rede de comunicações lunar baseada na tecnologia Long Term Evolution (LTE), potencialmente permitindo streaming de vídeo ao vivo e controle remoto de naves e sondas, bases lunares e infraestrutura associada.

Lua pode ter internet 4G até o fim de 2022

O Nokia Bell Labs desenvolveu uma estação base LTE ultracompacta, de baixo consumo de energia e resistente ao espaço - destinada a ser a base de uma rede - que está planejada para implementação na Lua no fim de 2022, por meio de um módulo de aterrissagem desenvolvido pela startup americana Intuitive Machines. Para testar seu protótipo, o Nokia Bell Labs recorreu a um especialista em fenômenos de rádio de alta potência: o Laboratório de Radiofrequência de Alta Potência, organização sem fins lucrativos criada por duas universidades de Valência - na Espanha -, suas regionais governo e município.

De início, uma preocupação da equipe é evitar um efeito conhecido como 'multipactor', 'em que uma forte energia de radiofrequência no vácuo pode produzir uma avalanche de emissões de elétrons secundários do próprio dispositivo de radiofrequência, resultando em danos ou até mesmo colapso total do sistema', como explica o gerente do laboratório, David Raboso. 

Usamos fontes de Estrôncio-90 (Sr-90) e lâmpadas ultravioleta para 'semear' elétrons de baixa energia enquanto testamos as operações da estação base em três faixas de temperatura diferentes, cobrindo o nível de qualificação e os requisitos operacionais. Os resultados mostraram que o projeto da estação base LTE é de fato robusto contra o efeito multipactor, dando grande confiança de que pode operar na Lua e no espaço, conforme projetado

Originalmente configurado para servir a primeira geração de missões de observação da Terra por radar da ESA, o Laboratório de Radiofrequência de Alta Potência passou a servir centenas de missões espaciais da ESA e comerciais, juntamente com pesquisa e desenvolvimento associados. Uma instalação adicional foi criada para investigar os desafios associados aos materiais lançados por operações de radiofrequência de alta potência.

Com informações e fotos da ESA e Nokia

Continua após a publicidade
Lua pode ter internet 4G até o fim de 2022 Blog do Maurício Araya Lua pode ter internet 4G até o fim de 2022
5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.