Receba atualizações por

Telescópio Hubble flagra tromba d’água galáctica

Galáxias em interação, como essas, recebem esse nome devido à influência que exercem umas sobre as outras.

Telescópio Hubble flagra tromba d’água galáctica

O registro do telescópio espacial Hubble, uma cooperação entre as agências espaciais americana (Nasa) e europeia (ESA), é da a galáxia NGC 2799 (à esquerda) aparentemente sendo 'sugada' para o centro da galáxia NGC 2798 (à direita). 

Galáxias em interação, como essas, recebem esse nome devido à influência que exercem umas sobre as outras, o que pode, eventualmente, resultar em uma fusão ou formação única: essas duas galáxias, aparentemente, formaram uma tromba d'água lateral, com estrelas de NGC 2799 parecendo cair em NGC 2798, quase como gotas d'água. 

As fusões galácticas podem ocorrer ao longo de várias centenas de milhões a mais de um bilhão de anos. Embora se possa pensar que a fusão de duas galáxias seja catastrófica para os sistemas estelares internos, a grande quantidade de espaço entre as estrelas significa que as colisões estelares são improváveis ​​e as estrelas, normalmente, passam uma pela outra.

Foto: ESA/Hubble & Nasa, SDSS, J. Dalcanton; Agradecimento: Judy Schmidt (Geckzilla)

Leia outros destaques do Blog do Maurício Araya. Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e enriqueça o debate. Siga o Blog do Maurício Araya no Facebook, no Twitter, no Pinterest, no Instagram, LinkedIn e YouTube.

Continua após a publicidade

Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais

Ouça o podcast Em Resumo

Gostou do conteúdo? Então deixe sua opinião sobre o assunto. Seu comentário é muito importante para enriquecer o debate.

Tecnologia do Blogger.