63% dos brasileiros mudaram hábitos de desinfecção com a pandemia de Covid-19

Pesquisa da SC Johnson revela mudanças significativas nos hábitos de desinfecção dos consumidores do Brasil.

Agências de saúde em todo o mundo têm enfatizado a necessidade de desinfetar as superfícies para proteção contra doenças, e um levantamento realizado pela empresa SC Johnson revelou mudanças importantes no comportamento de higiene entre os brasileiros durante a pandemia de Covid-19: 63% - ou seja, quase dois em cada três brasileiros - mudaram seus hábitos de desinfecção em suas casas. A pesquisa foi feita pela internet, com mil adultos no Brasil, entre 9 e 15 de setembro de 2020. A margem de erro é de 3,1%.

63% dos brasileiros mudaram hábitos de desinfecção com a pandemia de Covid-19

Embora as práticas de desinfecção tenham sido importantes para ajudar a proteger as famílias do novo coronavírus, as pessoas também estão focadas em manter rotinas proativas em suas casas:

  • 69% dos brasileiros com filhos menores de 18 anos em casa disseram que aumentaram suas práticas de desinfecção doméstica durante a pandemia de Covid-19;
  • 67% dos brasileiros planejam desinfetar suas casas pelo menos duas vezes por semana após a pandemia de Covid-19;
  • 83% dos brasileiros com 56 anos ou mais, incluindo pessoas na faixa etária de alto risco, consideram-se muito bem informados ou bem informados sobre a prevenção de doenças causadas por germes, bactérias e vírus.

A pesquisa demonstra que a pandemia de Covid-19 mudou as percepções e hábitos das pessoas sobre como se protegerem, como destaca a gerente geral da SC Johnson Brasil, Tatiana Ganem.

É muito importante que as pessoas mantenham seus hábitos de desinfecção como parte de suas rotinas de limpeza regulares para proteger suas famílias de vírus, germes e bactérias

Embora muitas pessoas entendam a importância de desinfetar a casa para se proteger contra germes, bactérias e vírus, a pesquisa também revela que os entrevistados estão ansiosos por mais informações.

  • 21% dos brasileiros ainda não se consideram bem informados sobre prevenção de doenças causadas por germes, bactérias e vírus;
  • 81% dos brasileiros acreditam nas informações do rótulo de um produto sobre sua eficácia contra germes, bactérias e vírus;
  • 76% dos brasileiros consideram a qualidade do produto um fator relevante na hora de comprar um desinfetante.

Leia outros destaques do Blog do Maurício Araya. Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e enriqueça o debate. Siga o Blog do Maurício Araya no Facebook, no Twitter, no Pinterest, no Instagram, LinkedIn e YouTube.

Continua após a publicidade

Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais

Gostou do conteúdo? Então deixe sua opinião sobre o assunto. Seu comentário é muito importante para enriquecer o debate.

Parceiros

GeraLinks - Agregador de links Uêba - Os Melhores Links Vagando na Net
Tecnologia do Blogger.