Receba atualizações por

Aneel reativa bandeiras tarifárias, e define vermelha patamar 2 para dezembro

Diretoria decidiu, em reunião extraordinária reativar sistemática de acionamento das bandeiras tarifárias.


A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu, em reunião extraordinária realizada nesta segunda-feira (30), reativar a sistemática de acionamento das bandeiras tarifárias, que indicam se haverá ou não acréscimo no valor da energia a ser repassada ao consumidor final, em função das condições de geração de energia elétrica. Aplicando a metodologia, ficou estabelecida a bandeira vermelha patamar 2 - a mais alta do sistema - no mês de  dezembro de 2020, com custo de R$ 6,243 para cada 100 quilowatts-hora consumidos.

Aneel reativa bandeiras tarifárias, e define vermelha patamar 2 para dezembro

Em maio deste ano, em virtude da pandemia de Covid-19, a Aneel havia decidido manter a bandeira verde acionada até 31 de dezembro deste ano, mas a queda no nível de armazenamento nos reservatórios das hidrelétricas e a retomada do consumo de energia levaram à revisão da decisão hoje. O diretor-geral da Aneel, André Pepitone, alerta para a necessidade de economizar.

Com o anúncio da bandeira vermelha patamar 2 é importante que os consumidores busquem evitar o desperdício de água e energia

Criado pela Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias funciona como uma sinalização para que o consumidor de energia elétrica conheça, mês a mês, as condições e os custos de geração de energia elétrica. Quando a produção nas usinas hidrelétricas (energia mais barata) está favorável, aciona-se a bandeira verde, sem acréscimos na tarifa. Em condições ruins, podem ser acionadas as bandeiras amarela, vermelha 1 ou vermelha 2.

Leia outros destaques do Blog do Maurício Araya. Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e enriqueça o debate. Siga o Blog do Maurício Araya no Facebook, no Twitter, no Pinterest, no Instagram, LinkedIn e YouTube.

Continua após a publicidade

Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais

Ouça o podcast Em Resumo

Gostou do conteúdo? Então deixe sua opinião sobre o assunto. Seu comentário é muito importante para enriquecer o debate.

Tecnologia do Blogger.