Meu registro da ‘Grande Conjunção’ do solstício de verão

Conjunção ocorre a cada 20 anos, mas muito raramente ocorre de forma tão intensa como em 2020.

É um espetáculo no céu: Júpiter e Saturno se alinharam, nesta segunda-feira, 21 de dezembro de 2020, no evento astronômico conhecido como a 'Grande Conjunção' do solstício de verão - já que a data marca exatamente o início da estação no hemisfério sul -, ou 'Estrela de Natal' e ainda 'Estrela de Belém'. Um presente celeste antecipado de Natal.

Meu registro da ‘Grande Conjunção’ do solstício de verão

A proximidade entre os dois gigantes gasosos pode ser vista a olho nu, a oeste. A conjunção ocorre a cada 20 anos, mas muito raramente ocorre de forma tão intensa como neste ano. Segundo a Nasa, a agência espacial americana, a última 'Grande Conjunção' ocorreu há quase 400 anos; e a última vez em que ocorreu no céu noturno foi em 1226, ainda na Idade Média.

Meu registro da ‘Grande Conjunção’ do solstício de verão

Foto: Maurício Araya

Leia outros destaques do Blog do Maurício Araya. Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e enriqueça o debate. Siga o Blog do Maurício Araya no Facebook, no Twitter, no Pinterest, no Instagram, LinkedIn e YouTube.

Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais