Álcool em gel aumenta risco de manchas em quem tem dermatites; veja os cuidados no verão

Eficaz na higienização das mãos e essencial para combate ao novo coronavírus, produto deve ser usado com cautela.

O álcool em gel conquistou espaço importante no dia a dia de todos por conta da pandemia de Covid-19. Eficaz na higienização das mãos e essencial para o combate ao novo coronavírus, o produto deve ser usado com cautela ao longo da estação mais quente do ano.

Álcool em gel aumenta risco de manchas em quem tem dermatites; veja os cuidados no verão

Segundo a dermatologista Isis Veronez Minami, do Hospital Edmundo Vasconcelos, a combinação entre o álcool e exposição solar piora o caso de pacientes com dermatite, ocasionando manchas.

Apesar das dermatites por álcool surgirem em qualquer período, no verão essa preocupação é redobrada pelo elevado risco de surgimento de manchas pela exposição solar mais intensa e frequente. Somado a isso, o sol pode piorar a sensação de ardência, coceira e vermelhidão - características do problema

Pacientes que já apresentam alterações de pele como psoríase, dermatite atópica ou dermatite de contato têm maior probabilidade de desenvolver essas irritações ocasionadas pela associação entre o sol e o uso do álcool em gel. Por isso, a dermatologista recomenda que se evitem as doses excessivas - o ideal é que a porção do produto seja suficiente para limpar toda a superfície das mãos, palmas e dorso.

É preciso lembrar que a aplicação não deve ser exagerada e que a opção deve ser escolhida apenas quando não há alternativa. O melhor é sempre optar pela lavagem das mãos com água e sabão para evitar o ressecamento da pele, as dermatites e, como consequência, as manchas

Em casos já consolidados de dermatite pelo uso do álcool em gel, o importante é tratar de forma precoce. Para isso, a especialista esclarece que a escolha do método depende do grau de comprometimento da região. "O uso de pomadas muda conforme o quadro do paciente. O tratamento engloba ainda hidratantes e filtro solar - recursos importantes também para a prevenção", conclui.

Leia outros destaques do Blog do Maurício Araya. Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e enriqueça o debate. Siga o Blog do Maurício Araya no Facebook, no Twitter, no Pinterest, no Instagram, LinkedIn e YouTube.

Continua após a publicidade

Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais

Gostou do conteúdo? Então deixe sua opinião sobre o assunto. Seu comentário é muito importante para enriquecer o debate.

Parceiros

GeraLinks - Agregador de links Uêba - Os Melhores Links Vagando na Net
Tecnologia do Blogger.