Ads Top

Telescópio Hubble captura remanescente de supernova

É o remanescente de uma estrela que explodiu há muito tempo na Pequena Nuvem de Magalhães, galáxia satélite da Via Láctea.

Apresentado nesta imagem do telescópio espacial Hubble está um 'cadáver' gasoso em expansão - um remanescente de supernova - conhecido como 1E 0102.2-7219. É o remanescente de uma estrela que explodiu há muito tempo na Pequena Nuvem de Magalhães, uma galáxia satélite da nossa Via Láctea localizada a cerca de 200 mil anos-luz de distância. 

Telescópio Hubble captura remanescente de supernova

Como os nós gasosos neste remanescente de supernova estão se movendo em diferentes velocidades e direções da explosão da supernova, aqueles que se movem em direção à Terra são coloridos de azul nesta composição e os que se afastam são mostrados em vermelho.

Esta nova imagem do Hubble mostra essas fitas de gás se afastando do local da explosão a uma velocidade média de 3,2 milhões de quilômetros por hora. Nessa velocidade, você poderia viajar para a Lua e voltar em 15 minutos. 

Foto: Nasa, ESA e J. Banovetz e D. Milisavljevic (Purdue University)

Continua após a publicidade
Ouça o podcast Em Resumo

Gostou do conteúdo? Então deixe sua opinião sobre o assunto. Seu comentário é muito importante para enriquecer o debate.

Tecnologia do Blogger.