Ads Top

Hubble explora um ‘distribuidor interestelar’ na constelação de Escorpião

Capturado pelo telescópio espacial, ESO 455-10 é uma das caóticas nebulosas planetárias encontradas no Universo.

A vida das nebulosas planetárias é frequentemente caótica, desde a morte de sua estrela-mãe até a dispersão de seu conteúdo no espaço. Capturado pelo telescópio espacial Hubble, cooperação da Nasa e ESA, o ESO 455-10 é uma dessas nebulosas planetárias, localizada na constelação de Escorpião.

Hubble explora um ‘distribuidor interestelar’ na constelação de Escorpião

As conchas oblatas de ESO 455-10, anteriormente mantidas juntas como camadas de sua estrela central, não apenas dão a esta nebulosa planetária sua aparência única, mas também oferecem informações sobre a nebulosa. Visto em um campo de estrelas, o arco assimétrico distinto de material sobre o lado norte da nebulosa é um sinal claro das interações entre o ESO 455-10 e o meio interestelar.

O meio interestelar é o material - consistindo de matéria e radiação - entre os sistemas estelares e as galáxias. A estrela no centro do ESO 455-10 permite que o Hubble veja a interação com o gás e a poeira da nebulosa, o meio interestelar circundante e a luz da própria estrela.

Acredita-se que as nebulosas planetárias sejam cruciais no enriquecimento galáctico, pois distribuem seus elementos, particularmente os elementos de metal mais pesados ​​produzidos dentro de uma estrela, no meio interestelar que, com o tempo, formará a próxima geração de estrelas.

Foto: ESA/Hubble e Nasa, L. Stanghellini

Continua após a publicidade
Ouça o podcast Em Resumo

Gostou do conteúdo? Então deixe sua opinião sobre o assunto. Seu comentário é muito importante para enriquecer o debate.

Tecnologia do Blogger.