Ocupa CCVM Cinema exibe Aurora 1964, de Diego Di Niglio

Ocupa CCVM Cinema apresenta ciclo de filmes e vídeos autorais brasileiros transmitidos pela internet; programação vai até mês de abril.

O Ocupa CCVM Cinema, programa do edital Ocupa CCVM 2020/2021 - do Centro Cultural Vale Maranhão (CCVM) -, exibe, nesta sexta-feira (5 de fevereiro), o filme Aurora 1964, de Diego Di Niglio (PE).

Ocupa CCVM Cinema traz filme Aurora 1964, de Diego Di Niglio

A quarta edição do projeto começou com o programa audiovisual Ocupa CCVM Cinema, que apresenta um ciclo de filmes e vídeos autorais brasileiros transmitidos pela internet. A programação vai até o mês de abril.

Baseado em Marcas da Memória: história oral da anistia no Brasil, livro organizado pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), e nos resultados das atividades da Comissão Estadual de Memória e Verdade Dom Helder Câmara (CEMVDHC), o filme aborda o Golpe de 1964, a repressão na ditadura civil-militar no Brasil, a lei de anistia e o processo de reparação de 1979 até os dias de hoje.

Ocupa CCVM Cinema traz filme Aurora 1964, de Diego Di Niglio

Diego Di Niglio é natural de Milão (Itália), graduado em Relações Internacionais e fotógrafo autodidata. Radicado em Olinda (PE), desenvolve projetos fotográficos e audiovisuais sobre a cultura afro-brasileira, história, patrimônio imaterial e memória, entre eles, Salvaguarda do Maracatu Nação Leão Coroado - 150 anos.

Di Niglio tem trabalhos expostos no acervo permanente do Museu de Arte Contemporânea de Pernambuco (MAC-PE) e do Museu da Abolição de Recife (MAB). Em 2015, publicou o livro-catálogo Instantâneas da África.

Leia outros destaques do Blog do Maurício Araya. Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e enriqueça o debate. Siga o Blog do Maurício Araya no Facebook, no Twitter, no Pinterest, no Instagram, LinkedIn e YouTube.

Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais