Ocupa CCVM: cinema e música compõem programação desta semana

Debates e novas sessões da Mostra de Cinema Moventes são alguns dos destaques da programação.

Nesta semana, o Ocupa CCVM, projeto promovido pelo Centro Cultural Vale Maranhão (CCVM), traz para três programações, com cinema e música em destaque, com transmissões pela internet. Na quarta-feira (17), a Mostra de Cinema Moventes, parte da programação do Ocupa CCVM Cinema, realiza um debate com realizadores, às 19h, em uma primeira roda de conversa com profissionais do audiovisual, para debater sobre as produções exibidas na sessão de estreia.

São dois diretores indígenas: Graciela Guarani é produtora cultural, comunicadora, cineasta, curadora de cinema e formadora em audiovisual da Nação Guarani Kaiowá (MS). Uma das indígenas pioneiras em produções originais audiovisuais no Brasil, possui 8 curtas-metragens no currículo e foi convidada como debatedora da mesa-redonda Mulheres na Mídia e no Cinema no 70º Festival Internacional de Cinema de Berlim.

E Alberto Álvares é fotógrafo e cineasta indígena da etnia Guarani Nhandeva (MS). Também é professor e tradutor de Guarani. Graduado em licenciatura intercultural para educadores indígenas, pela Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), e, atualmente, mestrando em Cinema e Audiovisual na Universidade Federal Fluminense (UFF).

Os interessados em participar da roda de conversa devem enviar nome completo e telefone para o e-mail contato@ccv-ma.org.br; as inscrições são gratuitas.

Música afro-brasileira em destaque

Também na quarta-feira, às 21h, ocorre a apresentação Quilombo Frechal, Concerto de Músicas Autorais, com músicas afro-brasileiras, interpretadas pelo cantor e compositor Adalberto Conceição da Silva (Mestre Zumbi Bahia), que contam a história da comunidade quilombola de Frechal, localizada no município de Mirinzal. No repertório, canções do CD Ritmos nos Quilombos (1998), entre outras composições que versam sobre resistência e fortalecimento da cultura de comunidades negras maranhenses. 

Mestre Zumbi Bahia, além de cantor e compositor, é coreógrafo, percussionista, professor, pedagogo e Mestre em Ciências da Educação. Iniciou a carreira artística no grupo Filhos de Obá, em Salvador (BA) e, desde 1994, no Maranhão, atua como coordenador pedagógico do lnstituto Officina Affro. Em 2010, recebeu o prêmio Patrimônio Cultural Imaterial Vivo, conferido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), pela implementação e atividades de preservação da Capoeira na Paraíba e em Pernambuco.

Mostra de Cinema Moventes segue com sessões

Na sexta-feira (19), às 19h, a Mostra de Cinema Moventes apresenta a segunda sessão, com filmes que produzem experiências de ocupação da cidade, onde a dança aparece para criar encontros com o passado colonial e, ao mesmo tempo, produzir paisagens de resistência.

Ocupa CCVM: cinema e música compões programação desta semana

Na programação, Sobre aquilo que nos diz respeito, de Cris Miranda (RJ, 2016, 9 min, Exp.), Elekô, do coletivo Mulheres de Pedra (RJ, 2015, 7 min, Exp.), e Esse amor que nos consome, de Allan Ribeiro (RJ, 2014, 80 min, Doc./Fic.).

A Mostra de Cinema Moventes é uma extensão da Revista Moventes, publicação técnico-científica, independente e on-line, criada por egressos do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense (PPGCOM-UFF), com objetivo de construir pontes entre crítica cinematográfica, academia, realizadores e público.

Leia outros destaques do Blog do Maurício Araya. Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e enriqueça o debate. Siga o Blog do Maurício Araya no Facebook, no Twitter, no Pinterest, no Instagram, LinkedIn e YouTube.

Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais