Nebulosa do Véu: novo processamento revela mais detalhes em registro do Hubble

Em um dos registros mais populares do telescópio espacial Hubble, novidade traz detalhes finos dos delicados fios e filamentos de gás ionizado.

Esta 'imagem da semana' revisita a Nebulosa do Véu, um dos dos registros mais populares do telescópio espacial Hubble. Novas técnicas de processamento foram aplicadas na imagem, trazendo detalhes finos dos delicados fios e filamentos de gás ionizado da nebulosa.

Para criar a imagem colorida, foram usadas observações feitas pelo instrumento Wide Field Camera 3 do Hubble por meio de 5 filtros diferentes. Os novos métodos de pós-processamento aprimoraram ainda mais os detalhes das emissões de oxigênio duplamente ionizado (visto na imagem em azul), hidrogênio ionizado e nitrogênio ionizado (em vermelho).

Nebulosa do Véu: novo processamento revela mais detalhes em registro do Hubble
Explore a imagem em alta qualidade

A Nebulosa do Véu fica a cerca de 2,1 mil anos-luz da Terra, na constelação de Cygnus (O Cisne), o que a torna um vizinho relativamente próximo em termos astronômicos. Apenas uma pequena parte da nebulosa foi capturada nessa imagem.

A Nebulosa do Véu é a porção visível do Laço do Cisne (Cygnus Loop), uma supernova remanescente formada há cerca de 10 mil anos pela morte de uma estrela massiva. A estrela progenitora da Nebulosa do Véu - que tinha 20 vezes a massa do Sol - viveu rápido e morreu jovem, terminando sua vida em uma liberação cataclísmica de energia.

Apesar dessa violência estelar, as ondas de choque e os destroços da supernova esculpiram o delicado rendilhado de gás ionizado da Nebulosa do Véu - criando um cenário de surpreendente beleza astronômica.

Foto: ESA/Hubble & Nasa, Z. Levay

Leia outros destaques do Blog do Maurício Araya. Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e enriqueça o debate. Siga o Blog do Maurício Araya no Facebook, no Twitter, no Pinterest, no Instagram, LinkedIn e YouTube.

Continua após a publicidade

Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais

Gostou do conteúdo? Então deixe sua opinião sobre o assunto. Seu comentário é muito importante para enriquecer o debate.

Parceiros

GeraLinks - Agregador de links Uêba - Os Melhores Links Vagando na Net
Tecnologia do Blogger.