Ocupa CCVM Cinema debate traumas e memórias da violência policial

Mostra de Cinema Moventes é exibida sempre às sextas-feiras, às 19h, pela internet; veja os filmes em cartaz esta semana.

Nesta sexta-feira (5), a quarta sessão da Mostra de Cinema Moventes, programação do projeto Ocupa CCVM Cinema, realizado pelo Centro Cultural Vale Maranhão (CCVM), vem com o tema Fraturados pela sociedade: memórias e fabulações.

Ocupa CCVM Cinema debate traumas e memórias da violência policial

Os filmes trazem discussões sobre traumas e memórias da violência policial, marcada nos corpos das personagens, em futuros distópicos, explicitados pela segregação física entre quem pode e quem não pode circular.

Ocupa CCVM Cinema debate traumas e memórias da violência policial

A Mostra de Cinema Moventes é exibida sempre às sextas-feiras, às 19h, pela internet. Nesta semana, serão exibidos:

  • Chico, dos Irmãos Carvalho (RJ, 2016, 23 min., FIC.): 13 anos depois de um golpe de Estado no Brasil, crianças pobres, negras e faveladas são marcadas em seu nascimento com uma tornozeleira e têm suas vidas rastreadas por pressupor-se que elas irão, mais cedo ou mais tarde, entrar para o crime. Chico é mais uma dessas crianças. No aniversário dele, é aprovada a lei de ressocialização preventiva, que autoriza a prisão desses menores. O clima de festa dará espaço a uma separação dolorosa entre Chico e sua mãe, Nazaré;
  • Branco sai, Preto fica, de Adirley Queiroz (DF, 2015, 93 min., FIC.): tiros em um baile de black music na periferia de Brasília ferem dois homens, que ficam marcados para sempre. Um terceiro vem do futuro para investigar o acontecido e provar que a culpa é da sociedade repressiva.

Fotos: CCVM

Leia outros destaques do Blog do Maurício Araya. Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e enriqueça o debate. Siga o Blog do Maurício Araya no Facebook, no Twitter, no Pinterest, no Instagram, LinkedIn e YouTube.

Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais