Abril atípico: quinzena tem chuvas muito abaixo da média e dias de calor em São Luís

Na primeira quinzena do mês, foram 48,3 mm de precipitação acumulada, contra 457,6 mm da média histórica; dados são do Inmet.

Calor, calor, calor... nas redes sociais, o assunto não é outro: o calor que tem feito em São Luís nos últimos dias. A percepção é real: abril de 2021 - geralmente, o segundo mês de mais chuvas dentro do período chuvoso - tem sido atípico, com chuvas muito abaixo da média histórica. Na primeira quinzena do mês, foram 48,3 mm de precipitação acumulada, contra 457,6 mm da média histórica (entre 1981-2010). Os dados são do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Abril atípico: quinzena tem chuvas muito abaixo da média e dias de calor em São Luís

Desde domingo (11), não chove em São Luís. As maiores chuvas do mês foram registradas no dia 5, com 12,4 mm, e no dia 11, com 12,2 mm. A precipitação total registrada em abril de 2021 não supera o valor registrado, pelo menos, em três dias se comparado a abril de 2020: no dia 1º, choveu 123,2 mm; no dia 21, 64,2 mm; e no 25, 53,2 mm. Abril de 2020 registrou 538,1 mm.

Sem chuvas, a temperatura máxima tem variado entre 30,7°C e 33,7°C. E a combinação de temperatura alta, velocidade do vento e umidade relativa do ar aumenta a sensação de calor mesmo: nesta quinta-feira (15), a sensação térmica chegou a 38,9°C.

O calor em São Luís tem desafiado até mesmo a previsão do tempo: para os próximos dias, a previsão é de chuva em todo o litoral do Nordeste, segundo o Inmet, mas ela tem se concentrado no leste da região.

ZCIT mais ao norte é explicação para o calor em São Luís

Segundo a previsão climática para o trimestre abril-maio-junho elaborada pelo Laboratório de Meteorologia (Labmet) do Núcleo Geoambiental (Nugeo) da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), a explicação para a anomalia nas chuvas é a posição da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que modula o período de chuvas na região: já em março de 2021, o comportamento diferente da ZCIT foi percebido. Segundo o Labmet, "sua permanência se manteve mais ao norte do que se espera para essa época do ano".

Já para o trimestre abril-maio-junho de 2021, as chuvas devem ficar entre normal e abaixo da média histórica no norte do Maranhão. Para boa parte do centro-sul do Maranhão, "os próximos três meses são considerados de estiagem e respondem historicamente por menos de 20% da precipitação média anual. Os modelos de previsão climática também indicam temperaturas em torno a acima da normal climatológica para a Região Nordeste no decorrer do trimestre AMJ/2021", destaca o documento.

Leia outros destaques do Blog do Maurício Araya. Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e enriqueça o debate. Siga o Blog do Maurício Araya no Facebook, no Twitter, no Pinterest, no Instagram, LinkedIn e YouTube.

Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais