Como saber se um site é realmente seguro? Aprenda a identificar

Saiba como se proteger de sites maliciosos, reconhecendo a diferença entre um legítimo e um falso.

Quantos sites você acessou hoje? Dezenas? Centenas? Notícias, redes sociais, streaming... e você tem certeza de que todos os sites que visitou são seguros? Essa desatenção pode te levar a um site malicioso e, sem querer, querendo, você já virou vítima de um golpe. Afinal, como saber se um site é realmente seguro?

A empresa de segurança digital Eset compartilhou algumas dicas que podem tornar a sua navegação mais segura, já que o limite entre estar em um site seguro e estar em risco é muito tênue. É preciso estar alerta o tempo todo.

Como saber se um site é realmente seguro? Aprenda a identificar

Umas das táticas dos golpistas mais comuns atualmente são os typosquattingataques homográficos ou homoglifos e URLs com erros ortográficos: um detalhe quase imperceptível induz os usuários a visitar sites maliciosos pensando que estão em ambientes seguros. Os criminosos registram domínios, endereços de URL parecidos com os de serviços legítimos, como bancos, redes sociais, etc., a fim de roubar seus dados.

Para isso, os golpistas usam caracteres visualmente ambíguos, ou adicionam caracteres de uma forma bem sutil. Por exemplo: no domínio rnicrosoft.com, o 'm' de 'microsoft' foi substituído pela combinação de 'r' e 'n', o que faz parecer um 'm'; ou em facebook.com, 'o' foi substituído pela letra do alfabeto grego ômicron 'o'. Os golpes envolvem ainda suprimir ou incluir letras a mais, como gogle.com e gooogle.com. Você repararia nesses detalhes?

Geralmente associado à segurança, o protocolo HTTPS - o 'cadeado' que aparece ao lado do endereço que você está visitando - também merece um olhar mais vigilante do usuário: o HTTPS garante que as comunicações entre o servidor web e o navegador do usuário são criptografadas, e não que a página seja autêntica ou falsa. Ao registrar os domínios, os golpistas podem 'ganhar' um certificado HTTPS grátis, fazendo os usuários acreditarem que aquela página é segura, o que não necessariamente é verdade. Por isso, todos os detalhes devem ser meticulosamente observados.

Como saber se um site é realmente seguro? Aprenda a identificar

Ferramentas on-line ajudam os usuários nesse trabalho: o Google oferece o Safe Browsing Site Status, em que basta colar a URL de um site que você quer visitar e a ferramenta diz se ele é seguro ou não; outra ferramenta é o verificador de URL do VirusTotal, que compara o endereço com listas de antivírus e outros mecanismos de verificação de sites.

Além disso, buscar os termos da política de privacidade do site ou serviço; procurar informações de contato da empresa, como e-mail, endereço ou um número de telefone; e usar soluções confiáveis de segurança digital também fazem parte de uma navegação mais segura.

Com informações da Eset

Leia outros destaques do Blog do Maurício Araya. Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e enriqueça o debate. Siga o Blog do Maurício Araya no Facebook, no Twitter, no Pinterest, no Instagram, LinkedIn e YouTube.

Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais