Hubble flagra divisão de núcleo sólido de cometa

Cometa estava a, aproximadamente, 146 milhões de quilômetros da Terra quando as imagens foram tiradas, em 2020.

Imagens do telescópio espacial Hubble, da Nasa e ESA, do cometa C/2019 Y4 (Atlas), tiradas em 20 e 23 de abril de 2020, revelam a divisão de seu núcleo sólido. As fotos identificam até 30 fragmentos separados.

O cometa estava a, aproximadamente, 146 milhões de quilômetros da Terra quando as imagens foram tiradas. Ele pode ser um pedaço restante de um cometa maior que orbitou o Sol há 5 mil anos. 

Hubble flagra divisão de núcleo sólido de cometa

Nestas imagens, o cometa foi colorido artificialmente para realçar os detalhes para análise dos cientistas.

Em um novo estudo usando as observações de Hubble, o astrônomo Quanzhi Ye, da Universidade de Maryland em College Park, relata que o C/2019 Y4 (Atlas) é uma peça quebrada daquele antigo visitante de 5 mil anos atrás: isso ocorre porque ele segue a mesma linha orbital de um cometa visto em 1844. Isso pode significar que os dois cometas são provavelmente irmãos de um cometa original que se separou muitos séculos antes.

A ligação entre os dois cometas foi observada pela primeira vez pelo astrônomo amador Maik Meyer.

Foto: Nasa, ESA, STScI, Quanzhi Ye (UMD), Alyssa Pagan (STScI)

Leia outros destaques do Blog do Maurício Araya. Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e enriqueça o debate. Siga o Blog do Maurício Araya no Facebook, no Twitter, no Pinterest, no Instagram, LinkedIn e YouTube.

Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais