Pausas no trabalho ajudam na concentração de 77% dos brasileiros, mostra pesquisa

Ainda de acordo com levantamento feito pela Ticket, 53% das empresas não incentivam práticas de descompressão.

Uma pesquisa realizada em junho de 2021, com 1,5 mil brasileiros, mostra a importância de pequenas pausas entre atividades do trabalho para a concentração: dos entrevistados, 77% dos trabalhadores garantiram que elas ajudaram a se concentrar melhor. 

"Há uma constatação comum de que o volume de trabalho aumentou muito durante a pandemia, principalmente entre as pessoas que estão em home office. Isso faz com que os profissionais venham adotando práticas para aliviar a tensão do dia a dia e aumentar a produtividade, e as pausas durante o expediente é uma das que mais têm funcionado", comenta José Ricardo Amaro, diretor de recursos humanos da Ticket/Edenred, que realizou o levantamento.

Pausas no trabalho ajudam na concentração de 77% dos brasileiros, mostra pesquisa

Mas nem todos os profissionais conseguem aplicar os intervalos entre as tarefas. Cerca de 10% dos entrevistados disseram que suas funções não permitem as pausas, enquanto 13% revelaram ser indiferentes ao hábito.

Quando o assunto são as práticas de descompressão por parte das empresas ou gestores, 53% dos entrevistados revelaram que os locais nos quais trabalham não promovem atividades com esse fim, 23% disseram que tanto empresa como gestores são adeptos a ações de descompressão, 12% revelaram que o gestor trabalha esses momentos com a equipe, mas que não é uma prática da companhia, e 12% disseram que a empresa tem ações efetivas, mas o gestor não é adepto a elas. "Esses dados revelam que em alguns locais há um desalinhamento entre as ações instituídas pela empresa e as praticadas pelos líderes. É um alerta para que essa comunicação seja mais efetiva e benéfica para os colaboradores", comenta Amaro.

Quando questionados sobre a saúde mental em relação ao trabalho neste momento, 48% dos respondentes disseram que se sentem equilibrados e confortáveis com a rotina e 22% revelaram que se sentem produtivos, mas se atrapalham com tantas tarefas. Entre os que responderam que não estão bem, 20% disseram que não conseguem equilibrar a vida pessoal e profissional e 10% não estão conseguindo dar o melhor de si nos projetos que lideram.

Com informações da RPMA Comunicação

Leia outros destaques do Blog do Maurício Araya. Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e enriqueça o debate. Siga o Blog do Maurício Araya no Facebook, no Twitter, no Pinterest, no Instagram, LinkedIn e YouTube.

Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais