Black Friday: pesquisa mostra comportamento de preços antes da temporada de compras

Levantamento do JáCotei aponta variação média de 1,1% nos 10 produtos mais pesquisados por consumidores brasileiros em 30 dias.

Em 26 de novembro, ocorre a 12ª edição da Black Friday no Brasil, e, com ela, a expectativa de um grande volume de vendas, já que, em 2020, com o cenário de pandemia de covid, o comércio eletrônico alcançou novos compradores que ainda não tinham a experiência de compras on-line. Para o consumidor, o desafio continua o mesmo: assegurar-se de que os preços não sofreram tanta variação antes da temporada de compras que antecede o Natal. Uma pesquisa feita pela plataforma de comparação de preços JáCotei mostra que, entre 22 de setembro e 21 de outubro de 2021, a variação de preços dos 10 produtos mais buscados pelos consumidores brasileiros chega a 1,1%.

Considerando essa variação em 30 dias e a inflação de próximo de 10% ao ano, observa-se que, pelo menos no período analisado, a oscilação média está próxima à inflação. No entanto, alerta a plataforma, algumas categorias tiveram elevação de preços superior à inflação, e são elas: geladeira (10,83%), lavadora de roupas (7,34%) e forno (1,88%).

Esses aumentos exigem atenção dos consumidores antes de comprar. "Essa análise constata que para escolher a melhor oferta é preciso se preparar antes da Black Friday. Por isso, comparar os preços e verificar seu comportamento pelo gráfico é primordial para economizar", afirma Antônio Coelho, CEO do JáCotei.

Por outro lado, a pesquisa indica também categorias com queda de preços: ar condicionado (-6,88%), micro-ondas (-5,23%), pneu (-1,89%), notebook (-1,79%), TV (-1,15%) e fogão (-0,9%).

O consumidor tem que ficar de olho nos preços o tempo todo para evitar cair em golpes ou ofertas maquiadas

O levantamento conclui que todas as categorias sofreram oscilações de valores no período. "O sobe e desce de preços é algo constante durante o ano inteiro. E a pesquisa tem o objetivo de alertar e conscientizar os consumidores sobre a importância de utilizar os comparadores de preços, principalmente em períodos com maior demanda de promoções", completa Coelho.

Entre as dicas da plataforma para aproveitar a Black Friday e evitar cair na 'Black Fraude', estão: acompanhar - por meio de gráficos, alertas de preços e selo de desconto real - a variação de preços dos produtos desejados, evitando ofertas conhecidas como 'a metade do dobro'; e comprar apenas em lojas confiáveis, com dados e reputações checadas.

Com informações do JáCotei

Leia outros destaques do Blog do Maurício Araya. Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e enriqueça o debate. Siga o Blog do Maurício Araya no Facebook, Twitter, Pinterest, TikTok, Instagram, LinkedIn e YouTube.


Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais