Maranhão tem queda de 25% no número de queimadas em setembro

No período, foram 2,46 mil queimadas, contra 3,32 mil em agosto; média histórica é de 5,36 mil focos de incêndio para o mês.


O Maranhão registrou, em setembro de 2021, uma queda de 25% no número de queimadas, contrariando a tendência: o mês, geralmente, é o que contabiliza os maiores índices de focos de incêndio. No período, foram 2,46 mil queimadas, contra 3,32 mil registradas no mês de agosto, segundo dados do portal do monitoramento de queimadas e incêndios florestais do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

A média histórica para o mês, contando dados de 1998 a 2020, é de 5,36 mil focos de incêndio.

A Amazônia Legal, região especial brasileira da qual o Maranhão faz parte, já acumula mais de 78 mil queimadas em 2021 - atualmente, uma queda de 31% em comparação a todo o ano de 2020, quando foram registrados 114 mil.

Foto de capa: Bruno Kelly/Amazonia Real, via Fotos Públicas (acervo) 

Leia outros destaques do Blog do Maurício Araya. Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e enriqueça o debate. Siga o Blog do Maurício Araya no Facebook, no Twitter, no Pinterest, no Instagram, LinkedIn e YouTube.

Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais