14-X: Brasil testa 1º motor aeronáutico hipersônico

Operação Cruzeiro integra fase de desenvolvimento do Projeto Propulsão Hipersônica 14-X, coordenado pelo DCTA.

Nesta semana, Força Aérea Brasileira (FAB), Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) e Agência Espacial Brasileira (AEB) testaram, com sucesso, o primeiro voo do 14-X S, demonstrador da tecnologia hipersônica aspirada (scramjet), como parte da Operação Cruzeiro. O ensaio faz parte do desenvolvimento do Projeto Propulsão Hipersônica 14-X (Projeto PropHiper) - que teve início em 2006 -, que coloca o Brasil no seleto grupo de países que detêm conhecimento técnico e os meios para projetar, construir, lançar e rastrear um sistema hipersônico aspirado.

Segundo a FAB e a AEB, lançado do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, o 14-X S acelerou a uma velocidade próxima a seis vezes a velocidade do som, atingindo Mach 6, a mais de 30 km de altitude. O conjunto seguiu trajetória prevista, atingindo apogeu a 160 km, percorrendo 200 km de distância.

14-X: Brasil testa com sucesso 1º motor aeronáutico hipersônico

Além do CLA, o Centro de Lançamento de Barreira do Inferno (CLBI), no Rio Grande do Norte, também participou da operação, como estação remota de rastreamento.

14-X: Brasil testa com sucesso 1º motor aeronáutico hipersônico

"Este é um exemplo de que a indústria nacional tem como se engajar, de forma eficaz, em projetos científica e tecnicamente desafiantes, o que as qualifica para alçar outros voos nas cadeias de valor do mercado espacial", disse Carlos Moura, presidente da AEB.

Com informações da AEB/FAB / Fotos: FAB (cortesia)

Leia outros destaques do Blog do Maurício Araya. Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário. Siga o Blog do Maurício Araya no Twitter, Facebook, Pinterest, TikTok, Instagram, LinkedIn e YouTube.


Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais