Festival Hors Pistes apresenta trabalhos de dois novos artistas

‘Redundância’, de Wayner Tristão, e ‘Floralia’, de Sabrina Ratté, entram em cartaz neste mês de fevereiro; visitação ao CCVM é gratuita.

Em cartaz no Centro Cultural Vale Maranhão (CCVM), o Festival Hors Pistes - A Ecologia das Imagens, recebe, em fevereiro, duas novas obras: Redundância, do artista brasileiro Wayner Tristão, e Floralia, da artista francesa Sabrina Ratté.

Floralia é uma série de vídeos que nos insere em um futuro especulativo, em que amostras de espécies vegetais, então desaparecidas, são conservadas e expostas em uma sala de arquivos virtuais. Transformado sob o efeito de interferências provocadas pela memória vinda das plantas, esse ecossistema faz entrever os traços de um passado que continua a povoar os locais.

Festival Hors Pistes apresenta trabalhos de dois novos artistas

Já a obra Redundância traz o gif como elemento de ligação entre a circularidade, cada vez mais presente em uma sociedade redundante e objetivada, compreendida por meio de rituais e brincadeiras que se inserem em uma rotina. Em uma época em que a aceleração e a repetição das imagens recriam o instante, o gif será a representação atualizada dessa modificação do tempo.

Hors Pistes é um festival de todas as formas de imagem, que reúne criações de diferentes linguagens: projeção, performance, instalação de vídeo etc. Ele apresenta obras visuais internacionais que exploram o mundo em que vivemos e evidencia a interação sempre crescente entre o cinema e os outros campos artísticos. Criado pelo Centro Pompidou em 2006, o festival está em São Luís desde dezembro de 2021, numa parceria com o CCVM e o Instituto Francês. A visitação é gratuita.

Com informações do CCVM / Foto: CCVM (cortesia)

Leia outros destaques do Blog do Maurício Araya. Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário. Siga o Blog do Maurício Araya no Twitter, Facebook, Pinterest, TikTok, Instagram, LinkedIn e YouTube.


Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais