Hubble enquadra ‘birra’ de estrela jovem na Nebulosa de Órion

Jato incandescente de gás viaja em velocidades supersônicas; nebulosa fornece pistas a cientistas sobre como nascem estrelas e sistemas planetários.

Uma energética explosão de uma estrela extremamente jovem atravessa este registro feito pelo telescópio espacial Hubble: a 'birra' estelar - produzida por uma estrela em fase inicial de formação - consiste em um jato incandescente de gás viajando em velocidades supersônicas.

À medida que o jato colide com o material ao redor da estrela ainda em formação, o choque aquece esse material e faz com que ele brilhe. O resultado são as estruturas coloridas e finas, que os astrônomos chamam de objetos Herbig-Haro, ondulando no canto inferior esquerdo da imagem.

Hubble enquadra ‘birra’ de estrela jovem na Nebulosa de Órion

Os objetos Herbig-Haro parecem evoluir e mudar significativamente em apenas alguns anos. Este objeto em particular, chamado HH34, foi anteriormente capturado pelo Hubble entre 1994 e 2007, e novamente em detalhes gloriosos em 2015. HH34 reside a aproximadamente 1,25 mil anos-luz da Terra, na Nebulosa de Órion, uma grande região de formação estelar visível a olho nu.

A Nebulosa de Órion é um dos locais mais próximos de formação estelar generalizada da Terra e, como tal, tem sido examinada por astrônomos em busca de pistas sobre como as estrelas e os sistemas planetários nascem.

Foto: ESA/Hubble & Nasa, B. Nisini

Leia outros destaques do Blog do Maurício Araya. Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário. Siga o Blog do Maurício Araya no Twitter, Facebook, Pinterest, TikTok, Instagram, LinkedIn e YouTube.


Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais