Arroz: conheça diferentes tipos e suas propriedades

Um dos grãos mais consumidos no mundo possui mais de 140 mil variedades.

O arroz branco está tão presente no dia a dia da culinária brasileira, que pouco nos damos conta da infinidade de outros tipos deste grão, que costumam ser preparados das mais diferentes formas, em nível mundial. Embora o tipo 'agulhinha' seja o mais popular por aqui, existem variedades provenientes de diversas partes do mundo e que já podem ser encontrados com facilidade no Brasil.

Muitos deles oferecem ricas propriedades nutricionais, essenciais para a saúde e, ainda, nos dão a possibilidade de criar receitas e cardápios variados. A marca Tio João elencou os principais tipos de arroz, suas características e utilidades.

Arroz: conheça diferentes tipos e suas propriedades

Arroz preto

Típico da culinária chinesa, o arroz preto - também conhecido como arroz negro - tem um alto valor nutricional e é considerado um 'super arroz'. O grão é rico em fibras e proteínas, antioxidantes e fonte de minerais como o ferro e o magnésio.

Possui textura firme e sabor amendoado, podendo ser servido quente como acompanhamento para peixes, frutos do mar, carnes, aves e pratos agridoces, defumados ou apimentados. Frio, combina com sabores cítricos e refrescantes, ideal para pratos que levam folhas, frutas e verduras.

Arroz selvagem

Nativo da América do Norte e considerado um grão sagrado pela cultura indígena de tempos antigos, até hoje o arroz selvagem é muito consumido na região. Apresenta uma grande quantidade de proteínas, fibras, vitaminas do complexo B e minerais como ferro, cálcio, zinco e potássio.

Rico em antioxidantes, o grão pode contribuir no combate à prisão de ventre, auxiliar na prevenção do câncer, retardar o envelhecimento precoce, prevenir doenças cardiovasculares, controlar a absorção de açúcares e, ainda, favorecer a perda de peso, sendo um grande aliado na dieta. Seu aroma é semelhante ao de avelãs torradas e chá preto.

Arroz vermelho

De sabor amendoado, o arroz vermelho é tradicionalmente cultivado na França e foi trazido ao Brasil pelos portugueses. Com propriedades que contribuem para o controle do colesterol e prevenção da diabetes, é rico em fibras e minerais como ferro e vitamina B6, que atua na regulação do humor, do sono e do apetite.

Pode ser servido com feijão ou como acompanhamento para pratos que levam peixes, carnes e aves. Pode também ser adicionado em saladas, pois combina com sabores frutados, frescos e defumados.

Arroz basmati

Típico da cozinha indiana, o arroz basmati apresenta aroma característico de nozes e sabor adocicado. Em sua terra natal, costuma ser preparado com leite de coco e pode ser um bom acompanhamento para pratos com legumes cozidos, verduras frescas e carnes assadas com temperos mais fortes.

Ele é rico em fibras solúveis, apresenta baixo índice glicêmico e é rico em minerais como potássio, fósforo, magnésio, e vitaminas como a E, assim como as do complexo B.

Arroz sasanishiki

Base da culinária japonesa, o arroz sasanishiki é utilizado para o preparo do tradicional Gohan e também sushis. Após o cozimento, seus grãos curtos e arredondados permanecem íntegros e bem aderidos uns aos outros.

Entre os benefícios de seu consumo estão a diminuição dos níveis de açúcar no sangue, o aumento do metabolismo, melhora da digestão e redução da pressão arterial.

Arroz carnaroli

Tradicional para risoto, o arroz carnaroli é típico da Itália. Durante o preparo, ele absorve bastante líquido e traz cremosidade à receita.

Rico em minerais e vitaminas A, B1, B2, B3, B6 e E, ajuda a controlar a glicose e contribui para a regeneração celular.

Arroz jasmine

Muito consumido na cozinha tailandesa, o arroz jasmine tem como características os grãos longos, a textura macia, aroma amanteigado e sabor delicado, que lembra a flor de jasmim.

Utilizado em pratos que levam sabores fortes e picantes, o arroz jasmine é rico em fibras, vitaminas do complexo B e minerais como manganês e ferro.

Com informações da Josapar/Armazém Tio João/AtitudeCom

Gostou do conteúdo do Blog do Maurício Araya? Leia nossos outros destaques. Contribua com o debate: deixe seu comentário. E siga acompanhando tudo o que é publicado aqui por meio do Google Notícias, Twitter, Facebook, Pinterest, TikTok, Instagram, LinkedIn e YouTube.



Siga nas redes sociais

Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais