Alcântara lança VSB-30 ainda este mês

Janela de lançamento começa no sábado (22); veículo vai levar ao ambiente de microgravidade experimentos do Inpe.

O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, lança, neste mês de outubro, o foguete VSB-30, como parte da Operação Santa Branca, para realização de experimentos em microgravidade. A janela de lançamento - período em que o veículo pode ser lançado - se abre no próximo sábado (22) e segue até o dia 26 de outubro.

Em seu 29º voo, o foguete leva uma carga útil nacional: a Plataforma Suborbital de Microgravidade (PSM) foi desenvolvida por meio de uma parceria entre a Agência Espacial Brasileira (AEB), a empresa Orbital Engenharia, a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE). Na plataforma, será embarcado um conjunto de instrumentos para a avaliação do desempenho do voo e o experimento 'Forno Multiusuários', desenvolvido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Alcântara lança VSB-30 este mês, para experimentos em microgravidade
Janela de lançamento do VSB-30 vai de 22 a 26 de outubro
Thomas Jauß/Universität Freiburg, via DLR (acervo)

O último lançamento do VSB-30 no Brasil ocorreu em 2016, na Operação Rio Verde: o foguete, desenvolvido pelo IAE, em parceria com o Centro Aeroespacial Alemão (DLR), carregava a carga útil MICROG-2, que levou a bordo oito experimentos científicos e tecnológicos selecionados pela PSM da AEB.

O sucesso da Operação Santa Branca permitirá ao Brasil explorar melhor esse tipo de lançamento para os interessados na pesquisa científica e no desenvolvimento de tecnologias no ambiente de microgravidade, como enfatiza o presidente da AEB, Carlos Moura.

O Brasil poderá prover, de forma autônoma, serviços de experimentação em ambiente microgravidade, usando o Centro Espacial de Alcântara (CEA), o VSB-30 e a PSM. Abriremos, também, um mercado para a indústria espacial brasileira, para os empreendedores e para as instituições de ciência e tecnologia

O programa de microgravidade foi criado em outubro de 1998, e foi reestruturado em janeiro de 2015, com objetivo de viabilizar a realização de experimentos científicos e de desenvolvimento tecnológico, por meio de seleção, com base no mérito científico-acadêmico-tecnológico, de propostas.

Com informações da AEB

Gostou do conteúdo do Blog do Maurício Araya? Leia nossos outros destaques. Contribua com o debate: deixe seu comentário. E siga acompanhando tudo o que é publicado aqui por meio do Google Notícias, Twitter, Facebook, Pinterest, TikTok, Instagram, LinkedIn e YouTube.



Siga nas redes sociais

Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais