Hubble revela ‘fechadura cósmica’ na Nebulosa de Órion

NGC 1999 está a cerca de 1,35 mil anos-luz da Terra, e é composta por detritos que sobraram da formação de uma estrela recém-nascida.

Este registro peculiar do telescópio espacial Hubble mostra NGC 1999, uma nebulosa de reflexão na constelação de Órion. A NGC 1999 está a cerca de 1,35 mil anos-luz da Terra, e fica perto da Nebulosa de Órion, região de formação estelar massiva mais próxima da Terra. A própria NGC 1999 é uma relíquia da formação estelar recente - é composta por detritos que sobraram da formação de uma estrela recém-nascida.

Assim como o nevoeiro enrolando em torno de uma lâmpada de rua, as nebulosas de reflexão como NGC 1999 só brilham por causa da luz de uma fonte incorporada. No caso da NGC 1999, esta fonte é a já mencionada estrela recém-nascida V380 Orionis, que é visível no centro da imagem. O aspecto mais notável da aparência do NGC 1999, no entanto, é o buraco conspícuo em seu centro, que se assemelha a um buraco de fechadura preto de proporções cósmicas.

Hubble revela ‘fechadura cósmica’ na Nebulosa de Órion
Hubble revela ‘fechadura cósmica’ na Nebulosa de Órion
ESA/Hubble & Nasa, ESO, K. Noll

A imagem foi criada a partir de observações arquivadas da Wide Field Planetary Camera 2 que datam pouco depois da missão de manutenção 3A, em 1999. À época, os astrônomos acreditavam que a mancha escura em NGC 1999 era algo chamado de glóbulo de Bok - uma densa e fria nuvem de gás, moléculas e poeira cósmica que apaga a luz de fundo. No entanto, observações de acompanhamento usando uma coleção de telescópios, incluindo o Observatório Espacial Herschel da agência espacial europeia (ESA), revelaram que a mancha escura é na verdade uma região vazia do espaço. A origem desta fenda inexplicável no coração da NGC 1999 permanece desconhecida.

Gostou do conteúdo do Blog do Maurício Araya? Leia nossos outros destaques. Contribua com o debate: deixe seu comentário. E siga acompanhando tudo o que é publicado aqui por meio do Google Notícias, Twitter, Facebook, Pinterest, TikTok, Instagram, LinkedIn e YouTube.



Siga nas redes sociais

Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais