Cortina de fumaça cósmica

Parte do aglomerado aberto NGC 6530 aparece neste registro do telescópio espacial Hubble; aglomerado está situado a cerca de 4 mil anos-luz da Terra.

Uma parte do aglomerado aberto NGC 6530 aparece como uma parede turva de fumaça cravejada de estrelas nesta imagem do telescópio espacial Hubble. NGC 6530 é uma coleção de vários milhares de estrelas situadas a cerca de 4,35 mil anos-luz da Terra, na constelação de Sagitário.

O aglomerado está situado dentro da maior Nebulosa da Lagoa, uma gigantesca nuvem interestelar de gás e poeira. É a nebulosa que dá a esta imagem sua aparência nitidamente esfumaçada; nuvens de gás e poeira interestelar se estendem de um lado a outro desta imagem. Astrônomos investigaram NGC 6530 usando a Câmera Avançada para Pesquisas e a Câmera Planetária de Campo Amplo 2 do Hubble.

Nuvens de gás cobrem toda a vista, em uma variedade de cores ousadas. No centro o gás é mais brilhante e muito texturizado, lembrando uma fumaça densa. Nas bordas é mais esparso e fraco. Várias pequenas estrelas azuis brilhantes estão espalhadas pela nebulosa
Cortina de fumaça cósmica
ESA/Hubble & Nasa, ESO, O. De Marco (agradecimentos: MH Özsaraç)

Eles vasculharam a região na esperança de encontrar novos exemplos de proplyds, uma classe particular de discos protoplanetários iluminados em torno de estrelas recém-nascidas. A grande maioria dos proplyds foi encontrada em apenas uma região, a vizinha Nebulosa de Orion. Isso torna desafiador o entendimento de sua origem e tempo de vida em outros ambientes astronômicos.

A capacidade do Hubble de observar comprimentos de onda infravermelhos - particularmente com a Wide Field Camera 3 - tornou-o uma ferramenta indispensável para entender o nascimento estelar e a origem dos sistemas exoplanetários. Em particular, o Hubble foi crucial para as investigações dos proplyds em torno de estrelas recém-nascidas na Nebulosa de Orion.

Gostou do conteúdo do Blog do Maurício Araya? Leia outros destaques do blog. Contribua com o debate: deixe seu comentário. E siga acompanhando tudo o que é publicado por meio do Google Notícias, Mastodon, Twitter, Facebook, Pinterest, TikTok, Instagram, LinkedIn e YouTube.



Siga nas redes sociais

Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais