‘Afro Brasil’: artistas se reúnem para homenagear cultura negra do Maranhão

Apresentação reúne Paulinho Akomabu, Célia Sampaio e Tadeu de Obatalá para prestar homenagem a grandes artistas da cultura negra do Maranhão.

Idealizado pelo percussionista e produtor cultural Kadu Galvão, o Centro Cultural Vale Maranhão (CCVM) recebe em seu Pátio Aberto na quinta-feira (19), às 19h, o show Afro Brasil. A apresentação reúne os artistas Paulinho Akomabu, Célia Sampaio e Tadeu de Obatalá para prestar uma homenagem aos grandes artistas da cultura negra do Maranhão. A entrada é gratuita - veja a agenda completa de eventos.

O show tem a batida forte dos ritmos afro-brasileiros como afoxé, maculelê, congo de ouro, samba de roda e tambor de crioula; e traz músicas afros que embalaram o Carnaval maranhense, como Sereia, Lá vem o Akomabu, Rainha Negra e Luta de Negro, entre outras canções.

Afro Brasil|: artistas se reúnem para homenagear cultura negra do Maranhão
Afro Brasil: artistas se reúnem para homenagear cultura negra do Maranhão
Thainara Monteiro (cortesia)

O projeto surgiu do antigo show Canto Afro do Maranhão, em 1995, com Escrete, Paulinho Akomabu e Tadeu de Obatalá. A partir de 1999, o show passa a compor a programação do circuito carnavalesco do Maranhão e de São Luís, participando, também, de eventos do Centro de Cultura Negra e do Bloco Akomabu. Após o falecimento de Escrete em 2007, seus amigos continuaram realizando o referido show durante a Folia de Momo.

O CCVM fica localizado à rua Direita, nº 149, Centro Histórico de São Luís.

Com informações do CCVM

Gostou do conteúdo do Blog do Maurício Araya? Leia outros destaques do blog. Contribua com o debate: deixe seu comentário. E siga acompanhando tudo o que é publicado por meio do Google Notícias, Mastodon, Twitter, Facebook, Pinterest, TikTok, Instagram, LinkedIn e YouTube.



Siga nas redes sociais

Sobre o autor: Jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais