Siga os canais do Blog do Maurício Araya

Cortejo marca abertura do Crioula Festival

Nesta quinta-feira (9), na abertura do Crioula Festival, haverá um grande cortejo com a presença de diversos grupos de tambor de crioula no Centro Histórico de São Luís, que seguirá da rua São Pantaleão até a Casa Barrica (Madre Deus), onde ocorrerão os shows de Bicho Terra, Betto Pereira e muito mais, gratuitos - veja a programação completa do festival.

Nesse intuito, a coordenação do festival reuniu líderes, mestres e mestras e representantes dos grupos de tambor de crioula no último sábado (4), no espaço Catarina Mina, na Praia Grande, para alinhamento do cortejo. Presentes na ocasião, o coordenador geral do Crioula Festival, Emanuel Jesus, o coordenador folclórico Paulinho Dimaré, a produtora executiva Ellen Oliveira e demais integrantes da equipe.

Cortejo marca abertura do Crioula Festival, nesta quinta-feira
Cortejo marca abertura do Crioula Festival, nesta quinta-feira
Crioula Festival (cortesia)

Moradora da Vila dos Frades, no Coroadinho, Analice Ferreira da Silva, do tambor de crioula Carinho de São Benedito, conta sobre sua satisfação ao receber o convite para participar do Crioula Festival: "a gente se sente confiante em ver nossa brincadeira mais valorizada, dentro deste festival tão importante para nossa cultura. Vai ser uma festa muito bonita".

"Essa é uma oportunidade de reunir todo mundo para uma grande roda no Crioula Festival. Será um momento de total integração, com festa, tambor e música", atesta o coordenador folclórico Paulinho Dimaré.

Coordenação do festival reuniu líderes, mestres e mestras e representantes dos grupos de tambor de crioula
Coordenação do festival reuniu líderes, mestres e mestras e representantes dos grupos de tambor de crioula
Crioula Festival (cortesia)

A concentração do cortejo será em frente a Casa das Minas, às 18h. O local foi escolhido devido a importância simbólica para a cultura popular do Maranhão. É o único terreiro mina-jeje do Estado, fundado por escravos originários do Benim; a Casa das Minas fez parte da programação que instituiu o tambor de crioula do Maranhão como Patrimônio Imaterial Cultural Brasileiro, com a presença do então ministro da Cultura, Gilberto Gil.

Na programação, estão os grupos de tambor de crioula Um Degrau de Santa Luzia, de Mestre Apolônio, de Mestre Felipe, de Mestre Leonardo, Jardim de São Benedito, Amizade do Povo, Arte Nossa, Vila Bacanga, Brinquedo de São Benedito, Carinho de São Benedito, Brilho de São Benedito, Alegria de São Benedito, Nossa Senhora do Amparo, Proteção de São Benedito, Tenda Espírita da Conceição, Mensageiro de São Benedito, Milagre de São Benedito, Unidos de São Benedito, Brilho de São Benedito, Tambor de Crioula do Maranhão, Anjos de São Benedito, Mestre Amaral, Pungar da Ilha, Unidos de São Benedito, Um Canto de Amor a São Luís, Catarina Mina, Amor de São Benedito (Fé em Deus), Alegria de São Benedito de São João Batista, Raízes de Olinda e Maracriolo.

O Crioula Festival tem o patrocínio do Instituto Cultural Vale, por meio da Lei Federal de Incentivo a Cultura, com a realização da Interart Produção Criativa, Ministério da Cultura/Governo Federal. Com o apoio da TV Mirante, Ibis Hotel São Luís e Espaço Viva (Nan Sousa).

Com informações da assessoria

Blog do Maurício Araya

Gostou do conteúdo do Blog do Maurício Araya? Leia outros destaques. Contribua com o debate, deixe seu comentário.

Siga as atualizações por meio dos canais no WhatsApp e Telegram; Google Notícias; e perfis nas redes sociais Threads, Bluesky, Mastodon, Tumblr, Facebook, Instagram, Pinterest e LinkedIn.

Sobre o autor: Maurício Araya é jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e g1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais

Comente o conteúdo