Siga os canais do Blog do Maurício Araya

Vai treinar? 5 cuidados para evitar lesões no joelho

Sobrecarga, repetição excessiva, realização incorreta, falta de preparação e sapatos inadequados são alguns dos fatores que podem favorecer problema.

A prática de atividades físicas é extremamente benéfica para a saúde dos joelhos. "Os exercícios beneficiam os joelhos de três maneiras básicas: ajudam a manutenção do peso corporal; fortalecem a musculatura, exercendo um efeito de proteção das articulações através da melhora do desempenho biomecânico e da sustentação do esqueleto; e ativam a circulação do líquido sinovial que nutre a cartilagem através do processo de embebição", pontua o doutor Marcos Cortelazo, ortopedista especialista em joelho e traumatologia esportiva, integrante da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (Sbot).

Ao mesmo tempo, lesões do joelho são extremamente comuns entre praticantes de atividade física. "O joelho é uma das maiores e mais complexas articulações do nosso corpo. E, por ser uma articulação responsável pela sustentação do corpo que é bastante demandada durante a movimentação, o joelho é muito suscetível a lesões durante os exercícios", alerta o médico.

Lesões no joelho estão entre as mais comuns em praticantes de atividade física; sobrecarga, repetição excessiva, realização incorreta, falta de preparação e uso de sapatos inadequados são alguns dos fatores que podem favorecer o problema
Lesões no joelho estão entre as mais comuns em praticantes de atividade física; sobrecarga, repetição excessiva, realização incorreta, falta de preparação e uso de sapatos inadequados são alguns dos fatores que podem favorecer o problema
Ketut Subiyanto/Pexels

Logo, ao praticar qualquer atividade física, é fundamental adotar alguns cuidados para evitar colocar a saúde do joelho em risco. Veja cinco cuidados para evitar lesões no joelho.

Orientação profissional

Antes de iniciar a prática de qualquer tipo de atividade física, é importante que você procure um profissional capacitado, como educadores físicos, para orientá-lo sobre como realizar os exercícios físicos corretamente.

"A prática de atividade física sem o devido acompanhamento profissional pode acarretar em sobrecarga, repetição excessiva e realização incorreta dos exercícios, que estão entre as principais causas de lesões do joelho", afirma, que ainda aconselha que, caso você já sinta dores no joelho, é importante também consultar um ortopedista para passar por uma avaliação e verificar quais tipos de exercícios você está apto a praticar.

Aquecimento

Independentemente do exercício, é fundamental realizar uma sessão de aquecimento antes de iniciá-lo. “O aquecimento é indispensável para preparar não somente o joelho, mas o corpo todo, de articulações até órgãos como o coração, para o exercício que está por vir. Começar a se exercitar com o músculo e as articulações ainda rígidas pode favorecer a ocorrência de lesões", diz o ortopedista.

Vale ressaltar ainda que o alongamento, que, ao contrário do que muitos pensam, não é sinônimo de aquecimento, também deve ser realizado antes da prática de exercícios, logo após o aquecimento. "O alongamento ajuda a aumentar a flexibilidade dos músculos e a amplitude da articulação do joelho, o que contribui para diminuir a carga e a pressão sobre os joelhos e, consequentemente, o risco de lesões".

Exercícios de fortalecimento

Engana-se quem acredita que exercícios de fortalecimento muscular são indicados apenas para atletas de alto rendimento. Na verdade, é uma prática que deve ser adotada por qualquer pessoa, pois é de grande ajuda na prevenção de lesões dos joelhos.

"Como o joelho depende da ação de 10 músculos para funcionar: quadríceps femoral (vasto medial, vasto intermédio, vasto lateral e reto femoral), isquiotibiais (semitendíneo, semimembranáceo e bíceps femoral), tensor da fáscia lata e gastrocnêmios (gastrocnêmio medial e gastrocnêmio lateral), o alongamento e fortalecimento desses músculos melhora a função articular do joelho. Além disso, também ajuda a manter sua estabilidade durante o movimento, além de reduzir a carga sobre a articulação. Logo, se os músculos da região estiverem fracos, a locomoção fica prejudicada e a articulação torna-se mais propensa ao desgaste e danos. Por isso, os exercícios de fortalecimento muscular são indispensáveis, afinal, quanto mais fortes forem seus músculos, mais protegidas estarão suas articulações", destaca.

Calçado adequado

Até mesmo o tipo de tênis que você utiliza durante os exercícios físicos pode impactar na saúde dos joelhos. "O calçado deve oferecer estabilidade, possuir um tamanho adequado para seu pé e, claro, ser confortável. Além disso, o tênis escolhido deve estar de acordo com o seu tipo de pisada e a atividade física que será praticada. Quem realiza caminhadas ou corridas, por exemplo, deve optar tênis específicos que possuam um bom sistema de amortecimento para reduzir o impacto do contato com o solo nas articulações", exemplifica o especialista, que ressalta que, na dúvida quanto ao calçado ideal, a melhor opção é pedir orientação de um ortopedista.

Atenção aos sinais do seu corpo

Ao sentir dores no joelho durante a prática de atividade física, não ignore: interrompa o exercício e preste atenção na evolução da dor. "Normalmente, dores que ocorrem durante ou após a prática de atividade física e desaparecem espontaneamente não tendem a ser graves. Geralmente, trata-se de dor pós-esforço. No entanto, dores que não regridem espontaneamente são um sinal de alerta. Nesses casos, é fundamental que você não tente continuar a prática e busque um ortopedista o quanto antes para passar por uma avaliação e receber o diagnóstico e o tratamento adequado", finaliza o doutor Marcos Cortelazo.

Dr. Marcos Cortelazo/Holding

Blog do Maurício Araya

Gostou do conteúdo do Blog do Maurício Araya? Leia outros destaques. Contribua com o debate, deixe seu comentário.

Siga as atualizações por meio dos canais no WhatsApp e Telegram; Google Notícias; e perfis nas redes sociais Threads, Bluesky, Mastodon, Tumblr, Facebook, Instagram, Pinterest e LinkedIn.

Sobre o autor: Maurício Araya é jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e g1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais

Comente o conteúdo

Um comentário

  1. Muito importante ficar atento aos sinais do corpo e, na mínima dor estranha que surgir, verificar se não é algo que deve ser cuidado para não se agravar.

    ResponderExcluir