Siga os canais do Blog do Maurício Araya

Canal Brasil exibe longa inédito ‘Depois de ser Cinza’

Longa retrata vida de três mulheres, Isabel, Suzy e Manuela, é entrelaçada por uma paixão em comum: Raul.

O longa inédito Depois de Ser Cinza, dirigido por Eduardo Wannmacher, estreia no Canal Brasil nesta quinta-feira, 14 de dezembro, às 20h45. No filme, a vida de três mulheres, Isabel (Elisa Volpatto), Suzy (Branca Messina) e Manuela (Silvia Lourenço), é entrelaçada por uma paixão em comum: Raul, interpretado por João Campos.

A história se passa ao longo de cinco anos da vida de Raul, um homem misterioso e imaturo, mas sob a perspectiva e com o olhar dessas três mulheres, que cruzam seu caminho em momentos diferentes. Manuela é a psicanalista do protagonista, que se envolve com o personagem na fase mais madura dele e é, das três, a mais madura também, que já tem uma carreira mais estabelecida. Suzy é estudante de antropologia junto com o Raul e o conhece na fase universitária, no qual os dois ainda estão descobrindo muitas coisas sobre o mercado de trabalho, a maturidade profissional e a afetividade. A terceira mulher, Isabel, é uma artista plástica, com um estilo de vida mais livre e seu encontro com Raul acontece na Croácia.

O longa tem como ponto central as relações afetivas e os encontros e desencontros da vida. O filme foi premiado como Melhor Longa Brasileiro no Festival de Cinema de Alter do Chão, no Pará, em 2021.

Classificação indicativa: 16

Blog do Maurício Araya

Gostou do conteúdo do Blog do Maurício Araya? Leia outros destaques. Contribua com o debate, deixe seu comentário.

Siga as atualizações por meio dos canais no WhatsApp e Telegram; Google Notícias; e perfis nas redes sociais Threads, Bluesky, Mastodon, Tumblr, Facebook, Instagram, Pinterest e LinkedIn.

Sobre o autor: Maurício Araya é jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e g1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais

Comente o conteúdo