Siga os canais do Blog do Maurício Araya

Nova geração do Coco Katolé se apresenta no Pátio Aberto, do CCVM

Fundado por Mestre Biné, em São João Batista, grupo possui mais de 40 integrantes, e representa produção cultural quilombola da região.

Diversidade de cultura popular maranhense com Coco Katolé

  • Centro Cultural Vale Maranhão
  • Rua Direita, 149, São Luís - Maranhão

O Centro Cultural Vale Maranhão (CCVM), reforçando seu compromisso em ser um espaço de acolhida e divulgação da diversidade cultural popular maranhense, recebe nesta , em seu Pátio Aberto, a Dança do Coco Katolé Nova Geração, fundada por Mestre Biné, há 32 anos, no Povoado Arrebenta, território quilombola localizado no município de São João Batista (MA).

O grupo possui mais de 40 integrantes, entre músicos e dançantes, e já se apresentou em diversas cidades da Baixada Maranhense, como Vitória do Mearim, São Vicente Ferrer e Olinda Nova. O corpo instrumental é composto por zabumbas, agogô, reco-reco, triângulo e chocalho.

Nova geração do Coco Katolé se apresenta no Pátio Aberto, do Centro Cultural Vale Maranhão
CCVM (cortesia)

Os ensinamentos do Coco Katolé foram passados de geração em geração e, hoje, é organizado por Leandro, filho do Mestre Biné e seus irmãos, que almejam dar uma projeção maior à produção cultural quilombola da região.

A programação é gratuita e começa às 19h. O CCVM está localizado na rua Direita, nº 149, Centro Histórico de São Luís.

Blog do Maurício Araya

Gostou do conteúdo do Blog do Maurício Araya? Leia outros destaques. Contribua com o debate, deixe seu comentário.

Siga as atualizações por meio dos canais no WhatsApp e Telegram; Google Notícias; e perfis nas redes sociais Threads, Bluesky, Mastodon, Tumblr, Facebook, Instagram, Pinterest e LinkedIn.

Sobre o autor: Maurício Araya é jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e g1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais

Comente o conteúdo