Siga os canais do Blog do Maurício Araya

‘Renascer’: resumo do que rola entre 29 de janeiro e 3 de fevereiro

Baseada na obra de Benedito Ruy Barbosa, novela escrita por Bruno Luperi vai ao ar na faixa das 21h, na TV Globo.

Segunda-feira, 29 de janeiro

Inácia cuida dos ferimentos de José Inocêncio. Deocleciano e Jupará fingem a morte de José Inocêncio e convidam Belarmino e Firmino para o suposto velório. Belarmino mente para Deocleciano afirmando que comprou a fazenda de José Inocêncio antes da ‘morte’ do fazendeiro. Firmino desconfia de Belarmino. No falso velório, Belarmino se sente vitorioso e confessa ter atirado em José Inocêncio, que escuta a confissão. José Inocêncio se levanta e assusta Belarmino ao aparecer vivo. Ele obriga o coronel a vender sua fazenda para ele. Enfurecido e humilhado, Belarmino se vinga também de Firmino. Ao voltar para casa, Belarmino é assassinado em uma emboscada.

Terça-feira, 30 de janeiro

José Inocêncio surpreende a todos ao aparecer vivo na casa de Jacutinga. Maria Santa emocionada com a revelação do fazendeiro comemora o ‘milagre’. Nena se desespera ao ver os corpos de Belarmino e Firmino. Jacutinga avisa a José Inocêncio que Maria Santa só deixará seu estabelecimento na condição de casada. José Inocêncio garante aos funcionários de sua fazenda que não matou Belarmino. José Inocêncio convence Nena a vender a fazenda de Belarmino para ele. A viúva acaba aceitando a proposta. Jacutinga orienta Maria Santa sobre a vida de casal. Padre Santo avisa a José Inocêncio que só celebrará seu casamento com Maria Santa na casa de Jacutinga se não houver convidados. Norberto comenta com Deocleciano e Jupará que Egídio largará os estudos para ficar na fazenda que era do pai. Padre Santo chega para celebrar o casamento e estranha ao ver a vila deserta.

Quarta-feira, 31 de janeiro

Padre Santo aceita fazer o casamento de José Inocêncio e Maria Santa com a participação dos convidados e todos celebram a decisão. José Inocêncio leva Maria Santa até o Jequitibá para pedir sua benção, e mostra o facão enterrado. Maria Santa e José Inocêncio passam a noite juntos. Deocleciano e Jupará pedem a mão de Morena e Flor em casamento, respectivamente, e a benção ao Padre Santo para casá-los. Inácia e Maria Santa se estranham. Já casados, Deocleciano e Jupará levam Morena e Flor para a antiga casa que era de Belarmino, presente dado aos empregados por José Inocêncio. Morena dá conselhos a Flor. Maria Santa e Inácia começam a se entender e estão mais próximas. Padre Santo diz a Maria Santa que deseja conversar com ela.

Quinta-feira, 1º de fevereiro

José Inácio traz de Ilhéus uma imagem de Nossa Senhora para Maria Santa. Maria Santa conta a José Inocêncio que está grávida e pede ao marido que Jacutinga esteja com ela na hora do parto. Deocleciano percebe que Morena está grávida. Maria Santa e Morena intensificam a amizade. Passam-se nove meses. Jupará traz Jacutinga a mando de Maria Santa para auxiliá-la no parto. José Inocêncio fica aflito com os gritos de dor da mulher. Ele contraria os conselhos de Jacutinga, preferindo ficar ao lado de Maria Santa. Morena passa mal e perde o bebê. Deocleciano dá total apoio à mulher. O primeiro filho de Maria Santa e José Inocêncio nasce, e o pai lhe dá o nome de José Augusto. Jacutinga acolhe Morena.

Sexta-feira, 2 de fevereiro

Passam-se seis anos. Além de José Augusto, Maria Santa deu à luz mais dois filhos, José Bento e José Venâncio. Grávida do quarto filho, Maria Santa se apavora com a intensa dor que sente. José Inocêncio tem um mau pressentimento, e pede a Jacutinga para salvar sua esposa. Com dificuldades no parto, Maria Santa pede a Jacutinga que salve seu filho. Maria Santa sente a presença de Nossa Senhora a seu lado e consegue dar à luz, mas não resiste. José Inocêncio se desespera com a morte da mulher. Jacutinga se sente culpada por não ter conseguido salvá-la. José Inocêncio culpa o bebê pela morte de Maria Santa. Deocleciano sugere a Morena que o casal cuide do filho rejeitado por José Inocêncio.

Sábado, 3 de fevereiro

Morena fica feliz de cuidar do filho de Maria Santa e sente a presença da amiga. Morena se emociona ao notar que está amamentando a criança. José Venâncio comunica a Morena que levará João Pedro para casa depois do desmame, e a convida, junto a Deocleciano, para serem padrinhos de João Pedro. Passam-se 10 anos, e João Pedro segue sendo rejeitado pelo pai. Numa discussão de irmãos, Bento acusa João Pedro de ter matado a mãe. João Pedro reclama de José Inocêncio para o padrinho, Deocleciano. João Pedro diz a Zinha que a considera como irmã. Diante da imagem da santa, José Inocêncio diz que, quando conseguir esquecer Maria Santa, talvez seja capaz de perdoar João Pedro. João Pedro corre triste pela mata e encontra o facão que o pai fincou no pé do Jequitibá.

Globo

Blog do Maurício Araya

Gostou do conteúdo do Blog do Maurício Araya? Leia outros destaques. Contribua com o debate, deixe seu comentário.

Siga as atualizações por meio dos canais no WhatsApp e Telegram; Google Notícias; e perfis nas redes sociais Threads, Bluesky, Mastodon, Tumblr, Facebook, Instagram, Pinterest e LinkedIn.

Sobre o autor: Maurício Araya é jornalista profissional (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para Web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e g1 no Maranhão; e vencedor, por dois anos (2014 e 2015), da etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo, na categoria Webjornalismo. Saiba mais

Comente o conteúdo